Ingredientes da Amazônia

Receita: (veja o vídeo acima para entender os ingredientes)

1 copo de farinha de Uarini hidratada com sal e pimenta a gosto. Se não gosta de pimenta use uma pitada de canela. A farinha pode ser substituída por cous-cous de trigo.

1 colher de pesto de vinagreira (receita abaixo).

3 colheres de sopa de azeite.

1 colher de sopa de folhas de Jambu cortadas bem fininhas ou pode usar hortelã.

Sachimi de Abil (deixe marinar, fatias finas de Abil com sal, limão e alho.) Pode usar lichia.

1 pitada de Cogumelo dos Yanomamis em pó para decorar, mas pode usar castanha triturada.

1 pepino vermelho para decorar, mas pode usar pepino japonês cortado em tiras bem finas.

Sal a gosto.

Pesto de Vinagreira

1/2 copo de folhas de vinagreira, mas pode ser manjericão.

1 colher de chá de Sal.

3 colheres de sopa de suco de Limão.

5 colheres de sopa de azeite.

1/2 Cebola pequena cortada.

Refogue com azeite, até amolecer as folhas.

Bater no liquidificador e guardar na geladeira. Consumir em 1 mês.

ABIU AMARELO

Nome popular: Abieiro.

Nome científico: Lucuma, ou ainda, Achras caimito, Guapeba caimito, Latatia caimito, Lucuma caimito, Lucuma ternata.

Família botânica: Sapotáceas.

Origem: Região Amazônica.

Farinha Uarini

Esta farinha é feita de mandioca, um processo próprio, patenteado oriundo da região Uarini na Amazônia.

Ela também é chama da de Ova ou Ovinha, pois lembra ovas de peixe.

O que é farinha de Uarini?

Uarini é um município brasileiro do interior do estado do AmazonasRegião Norte do país. Faz parte da Mesorregião do Centro Amazonense e da Microrregião de Tefé. Sua população, de acordo com estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), era de 13 276 habitantes em 2016.

Ova e ovinha. Depende do tamanho das bolinhas. A mandioca amarela é deixada na água até amolecer, apodrecer, virar puba. É com esta mandioca espremida e passada em peneira que se faz a farinha d´água, que deve ser seca no tacho até os grãos ficarem bem secos. Em Manaus encontrei-as no Mercado assim, redondinhas, conhecidas como farinha de Uarini (o município onde são feitas – a maior parte delas, pelo que sei). Recebem apelido de ova ou ovinha pois depois de hidratadas se parecem mesmo com ovas de peixe. Inspirada nisto, já tentei hidratá-la com tinta de lula e temperar com azeite de anchovas, mas ainda não acertei o ponto. E como me fizeram lembrar cuscuz marroquino, tentei preparar como se fazem os tipos instantâneos – hidratando com líquido quente. E gostei do resultado. É usando o método de hidratação também que se fazem as farofas úmidas do Norte. Os grãos são muito duros e embora os nativos comam aos punhados acompanhando tudo o que é comida, como o pão para os europeus, não é pitéu pra qualquer dente. Aliás, o certo é colocar na boca e deixar hidratar um pouco com a saliva e só então mastigar.

fonte

Vinagreira

A Vinagreira é uma planta medicinal, também conhecida como Agrião-de-guiné, Azedinha, Cururu-da-guiné, Graxa-de-estudante, Groselheira, Hibisco ou Papoula, muito utilizada para tratar a febre e espasmos.

O seu nome científico é Hibiscus sabdariffa e pode ser comprada em lojas de produtos naturais, farmácias de manipulação e algumas feiras livres.

Fonte

Matéria sobre Vinagreira no Estadão, clique aqui.



Escola de Detox

Curso Vivencial

Curso Detox Delivery, Personal Chef, Personal Cook


VOCÊ VAI ENTREGAR COMIDA PARA CLIENTES DE VERDADE, VAI CALCULAR PREÇOS DE VERDADE, COBRAR DE VERDADE.

Daniel Francisco de Assis
 

Engenheiro Ambiental pela PUC-Rio Chef de Cozinha Viva Vegana Detox Coordenador do Projeto Comida Ecológica Presidente do Instituto Ecológico Autor do Livro Suco Vivo Estudante da Alimentação Viva a mais de 15 anos, já trabalhou nos mais renomados centros de Detox e SPAs da Europa. Já administrou programas detox na Espanha, Inglaterra, Bahamas, Emirados Árabes, EUA e em quase todos os estados do Brasil.

Deixe seu comentário!

  • Ivan Toledo de Sousa says:

    Adorei ver abiu. Tinha no sítio que morei até meus quinze anos. Amo essa fruta.

  • >

    Escola de Detox no Carnaval

    Seja avisado quando as inscrições abrirem: