Boletim Ecológico 000 – Apresentação

Boletim 000

Introduzindo os conceitos da Alimentação Viva

 

Olá Amigo(a) e futuro Cruzinheiro Ecológico,

Realmente com muito carinho que apresentamos nosso Boletim Ecológico.

Iremos abordar em nossos boletins termos relacionados com saúde, nutrição, culinária, educação ambiental, turismo ecológico, agricultura orgânica urbana e rural, e ecologia como um todo.

Estamos planejando enviar de 1 a 2 e-mails por semana. O cancelamento é automático, bastando clicar no penúltimo link, no final de todos os e-mails que enviamos.

Fazendo parte de nossa lista de e-mails você também irá receber brindes, descontos e poderá participar de ofertas especiais de lançamentos de livros e DVDs.

Iremos apresentar textos, vídeos, páginas web interessantes e relacionadas com nossos temas.

O que é Comida Ecológica?

Para ser uma forma de alimentar ecológica pensamos que estes são os critérios ecológicos(2) para que uma receita seja considerada amiga do meio ambiente interno(3)  e externo(4):

Cru – Vegano – Fresco – Maduro – Integral – Orgânicos – Vivo

Nossa visão terá sempre um foco ecológico(5), sendo assim ,nossas receitas e dicas poderão não seguir os princípios ortodoxos da medicina, nutrição e culinária tradicional. osso foco é a saúde do planeta.

Depois de 6 anos neste campo da alimentação natural, percebemos que a relação é direta, ou seja, se é bom para você é bom para o planeta e vice-versa.

Também iremos abordar temas gerais à partir de uma visão pessoal, será um ponto de vista baseado na nossa experiência. Iremos comentar alguns dos resultados que obtivemos em nossos 2 anos trabalhando em Spas na Europa. Alguns deles foram considerados um dos melhores em nível internacional. Esta experiência nos possibilitou entender e perceber que a nutrição holista (6) tem muitas vertentes e acreditamos que ela deva ser considerada se queremos um estado de saúde amplo e coerente.

O mais importante é que qualquer comentário feito ou abordado em nossas discussões jamais devem ser levados na prática (7), servindo apenas como referência de estudos e reflexões. Para uma abordagem prática em termos de cura e nutrição individual, por favor consulte um profissional capacitado que estudou para poder lhe oferecer soluções embasadas em estudos científicos.

Por isso pedimos a todos que não enviem dúvidas e perguntas relacionadas com a área médica ,pois nossa formação é Engenharia Ambiental e culinária, ou seja ,não entendemos o suficiente de doenças. As perguntas no campo nutricional poderão até serem respondidas, porém somente em nívell teórico. Uma vez que para colocá-las em prática, a sua condição atual deve ser avaliada em consultoria abordando peso, altura, massa muscular, nível de atividade física, mental e muitos outros fatores que irão influenciar se uma determinada quantidade de nutriente  estarão dentro da quantidade que seu corpo necessita.

Agora quando estamos falando de culinária, aí você pode colocar em prática ,pois sempre que possível iremos apresentar soluções simples e criativas para que você prepare pratos deliciosos, bonitos, saudáveis e acima de tudo ecológicos.

Nosso principal objetivo é apresentar uma culinária que melhore seu nível de saúde e energia, que ajude a prevenir doenças, que melhore seu sistema imunológico, que optimize seu sistema digestivo promovendo uma melhor absorção dos nutrientes, tudo isto por uma simples razão:

Comer de forma ecológia é o que nossos antepassados fizeram e puderam construir um mundo muito mais natural do que este que estamos construindo nos últimos 500 anos.

Agora imagina juntar uma dieta ecológica com os conceitos  de evolução atual, o planeta só tem a ganhar e nossa saúde também.

Muito Obrigado por se inscrever em nosso site,

Daniel Francisco de Assis e colaboradores do Projeto Comida Ecológica

__________________________________________

(1) Cruzinheiro são aqueles cozinheiros que não cozinham os alimentos uma vez que este processo simples de aquecimento, mata as enzimas, reduz os nutrientes disponíveis, acaba com os anti-oxidantes tornando um alimento cheio de energia vital em uma porção de carbohidratos, proteínas e gordura sem vida.

(2) Critérios Ecológicos:

Cru:

Comprovadamente alimentos crus tem mais nutrientes, energia vital, anti-oxidandantes e vitaminas

Vegano:

Com o sistema de produção de derivados de produtos animais tem sido cada vez mais agressivo, comer de uma forma ecológica necessariamente deve ser uma alimentação sem produtos de origem animal.

Fresco:

Priorizar alimentos de produção local é um requisito muito importante para sua saúde, uma vez que eles contém maior quantidade de nutrientes, água, vitaminas e sais minerais. O gasto energético presente na importação de alimentos não é um ato ecológico.

Maduro:

Alimentos de produção local são sempre mais maduros que os importados. Alimentos maduros são mais digestivos, possibilitando uma maior aproveitamento de nutrientes tornando assim um requisito básico de uma alimentação ecológica

Orgânico:

Apesar de parecer difícil encontrar alimentos orgânicos, devemos avaliar a possibilidade de um plantio caseiro afim de obter alimentos sem agrotóxicos. Mesmo que mais caros, eles são mais gostosos e nutritivos. Mesmo que nem sempre seja possível de alimentar 100% de alimentos orgânicos devemos ter este critério como meta.

Vivo:

As enzimas presentes nos alimentos perdem sua atividade em temperaturas maiores que 37º. Sendo assim, priorizar alimentos vivos é um requisito importante para uma boa saúde. Porém estar cru não é o suficiente, buscar uma alimentação viva está muito mais além de um limite de temperatura, está envolvido, alimentos ricos em vida, como as sementes germinadas, gramas e brotos.

Basicamente não basta ser cru para estar vivo. Existem muitos alimentos que são vendidos como crus porém não estão vivos ou tem um nível de energia vital baixo.

Os alimentos vivos são mais interessantes para o consumo humano por estarem em seu formato integral. Existem muitas técnicas de preparo de alimentos como a desidratação que não mata as enzimas mas torna o alimento mais difícil de ser digerido por estar seco ou concentrado.

Integral

Alimentos processados perdem seus nutrientes. Sendo assim, comer alimentos que não tenham perdido sua água interna é um requisito básico para uma boa saúde. A água presente somente nos alimentos integrais, é de grande importância em nosso sistema digestivo e imunológico, uma vez que ela possibilita uma correta hidratação, eliminação de toxinas e um ganho energético muito interessante em épocas aquecimento global.

(3) O que é o meio ambiente interno?

Nosso corpo com suas 3.000.000.000.000 de vidas vivendo em comum acordo e supostamente em perfeito equilíbrio quando permitimos.

(4) O que é meio ambiente externo?

O planeta e todos os ecossistemas que são alterados quando decidimos nos alimentar de um determinado tipo de alimento do que outro. Nossa fonte de proteínas pode ser de origem animal ou vegetal o que irá mudar será o impacto que esta escolha terá em termos de energia, consumo de água, poluentes e toxinas em nosso corpo.

(5) Porque nosso foco é ecológico?

Pode até ser que nossos cardápios não forneçam o que a organização mundial de saúde pede em termos de proteínas, B12, cálcio, zinco e outros nutrientes. Mas os princípios do Projeto Comida Ecológica são uma optimização na absoção através de uma dieta baixa em toxinas. Pensamos que se melhoramos a capacidade de absorção de nutrientes, não temos que consumir níveis tão altos de proteínas e outros nutrientes. Nosso foco é a busca da melhor fonte de nutrientes e não na que tem a maior quantidade de um determinado nutriente. O conceito de melhor fonte de nutriente será:

– A que é melhor absorvida por nosso corpo

– Menor impacto ambiental

– Menor sofrimento causado no processo produtivo, por parte das pessoas envolvidas, uma vez que os sistema de agricultura com agrotóxicos causam muitas doenças entres os produtores

– Que nenhum animal perca sua vida para nos alimentar.

– Menor quantidade de recursos do planeta requerido, como água, solo e nutrientes.

– Menor quantidade de energia necessária para produzir.

– Maior respeito ao entorno e as vidas presentes no ecossitema onde estes alimentos são produzidos

– Menor gasto energético possível no transporte, estocagem, armazenamento e preparo por parte de todos os processos envolvidos desde o produtor, intermediário e finalmente o consumidor.

(6) Holístico: total, integral, sistémico, armónico

Holismo (grego holos, todo) é a idéia de que as propriedades de um sistema, quer se trate de seres humanos ou outros organismos, não podem ser explicadas apenas pela soma de seus componentes.

A palavra foi cunhada por Jan Smuts, primeiro-ministro da África do Sul, no seu livro de 1926, Holism and Evolution, que assim a definiu: “A tendência da Natureza a formar, através de evolução criativa, “tudos” que são maiores do que a soma de suas partes”.

É também chamado não-reducionismo, por ser o oposto do reducionismo. Pode ser visto também como o oposto de atomismo ou mesmo como do materialismo. Vê o mundo como um todo integrado, como um organismo.

(7) As consequências de levar nossos comentários a um plano prático será de sua inteira responsabilidade.

Avatar

  • Avatar val V. MT disse:

    quero receber receitas ecologica

  • Avatar Luiza disse:

    quero RECEITAS! Gratidão!

  • Avatar marli lunaro disse:

    quero continuar recebendo dicas, receitas, estudos etc…por favor. obrigada.

  • Avatar simone teresinha hagemann disse:

    quero saber tudo sobre as receita ecológica obrigasa.

  • Avatar Jose Antunes disse:

    Acabei de ver o videon intitulado de Autor e achei de Excelente .De facto não há Consciência Ecológica Planetária sem uma alimentação vegetariana,vegan ou viva.Faço votos de que a humanidade como um todo assume a dimensão ecológica da Consciência e que este vosso trabalho dê muitos e muitos frutos pelos tempos futuros.
    Pela paz,pelo amor e pela liberdade
    viva o Vegetarianismo.

  • >

    Gostaria de receber nossas receitas?